Dia da Consciência Negra

Cidade

Data é comemorada com atividades culturais em Belo Horizonte

Informações do evento:

DATA 30/11/2012

Preço:sob consulta

Endereço:
Como chegar

Última Atualização: 20/11/2012

Durante o mês de novembro, o Dia da Consciência Negra (comemorado oficialmente no dia 20) é lembrado com uma série de atividades culturais em Belo Horizonte. Na Biblioteca Pública Estadual, várias eventos em diversos espaços celebram a data. Entre os destaques, exposições, contação de histórias e palestras. Confira a programação:

- Evento: Exposição de livros “Em Destaque”
- Tema: “Consciência Negra”
- Período: até 30/11
- Horário: segunda a sexta-feira - 8 às 20 horas / sábados - 8 às 12 horas
- Local: Setor de Referência e Estudos - Anexo Prof. Francisco Iglésias - Rua da Bahia, 1.889 - 3º andar
- Entrada Franca
- Mais informações: (31)3269-1232

- Evento: Exposição Bibliográfica
- Tema: “África, que te quero África”
- Período: até 20/11
- Horário de visitação: segunda a sexta-feira, de 8 às 18h e sábado, de 8h às 12h
- Entrada Franca
- Local: Hall do Setor de Coleções Especiais - Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, 21 - Praça da Liberdade
- Mais informações: (31)3269-1209

- Evento: Contação de Histórias
- Tema: “A Canção dos Homens: Contos Africanos”
- Data: 19/11
- Horário: 19 horas
- Local: Teatro José Aparecido de Oliveira - Teatro da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, 21 - Praça da Liberdade
- Entrada Franca
- Mais informações: (31)3269-1222 / 1209 / 1232

- Evento: Palestras - Dia da Consciência Negra
- Tema 1: “O discurso verbal e iconográfico sobre o negro no livro didático”
- Palestrante: Professor João Bernardo
- Tema 2: “Gênero e raça no cotidiano escolar: vivências, avanços e desafios”
- Palestrante: Luana Diana dos Santos
- Data: 20 de novembro
- Horário: 15 horas
- Local: Sala de Cursos - Anexo Prof. Francisco Iglésias - Rua da Bahia, 1.889 - 2º andar
- Entrada Franca
- Informações e Inscrições: (31)3269-1209 / 1235

Confira também a programação em outros pontos de BH:

Centro Cultural Lindeia Regina - CCLR
Exposição Negros Inventores
Exposição sobre inventores negros que se destacaram ao longo da história.
Até 30 de novembro

Centro Cultural Pampulha - CCPAM
44º Festejo da Guarda Nossa Senhora do Rosário do Bairro Urca
Fundada há 41 anos por João da Cruz, a guarda de congo Nossa Senhora do Rosário do Bairro Urca homenageia Nossa Senhora do Rosário e Santos Festivos. A grande festa encerra o ciclo de novenas e festejos.

Dia 18 - Domingo - A partir das 5h, na Rua Copacabana, entre as ruas Leblon e
Ipanema, bairro Urca.

Exibição de filmes
Exibição de filmes sobre o tema consciência negra, em parceria com o Grupo Gestor de Promoção da Igualdade Racial Pampulha (GGPIR) seguidos de comentários.

Dias 13 e 20 - Segundas-Feiras - 19h

Centro Cultural Padre Eustáquio - CCPE
Palestra - O negro no Brasil
Com Maria de Lourdes Reis
Apurado histórico e reflexivo sobre as lutas e conquistas dos negros no Brasil. Dia 20, terça, às 19h

Exposição Os orixás
Curadoria: Maria de Lourdes Reis
Período: De 12 a 30, terça a sexta, das 8h às 17h; sábado, das 9h às 12h
Centro Cultural Salgado Filho - CCSF

EXPOSIÇÃO

Abertura da Exposição Estand“Arte” e cortejo da Guarda de Congado Caboclinhos do Divino Espírito Santo.
Exposição dos trabalhos da oficina de artesanato do grupo da saúde mental do Centro de Convivência Oeste, cuja temática é a composição de estandartes criativos.
Período: 10 a 30 de novembro, sábado, 10h

TEATRO
I Mostra de Artes Cênicas
Espetáculo: MULHERES DE BAOBÁ - Direção e Coreografia de Júnia Bertolino
Sinopse: A Companhia procura mostrar, por meio do teatro, do canto, da música e da dança, valores e temáticas da cultura africana e afro-brasileira.
Cia. Baobá de Dança - Minas
Dia 10, sábado, 16 h

Centro Cultural Vila Marçola - CCVM

Oficina “Uma Narrativa das Nações Irmãs: Lagos/Nigéria e Belo Horizonte/ Brasil”
Com Denísia Martins, historiadora e produtora cultural em Belo Horizonte.
O Instituto de Arte e Cultura Yorubá e a Òwiwí Galeria de Arte Afrikana apresentam
uma ação educativa, utilizando a exposição “Uma Narrativa das Nações Irmãs: Lagos/
Nigéria e Belo Horizonte/Brasil, com a historiadora Denísia Martins.
Vagas: 30 (agendamento prévio: 3277-5250)
Faixa etária: livre
Dia 06, terça, 14h30

Exibição de Filmes - Rede BH Cineclube
Também Somos Irmãos (RJ, 1949, 88´)
Com Grande Otelo. Primeiro filme nacional a abordar frontalmente o preconceito racial, colocando-o em primeiro plano. Narra a história de um viúvo cinquentão que não pode ter filhos e adota quatro crianças: duas brancas e duas negras.
Classificação etária: 12 anos
Dia 13, terça, 15h

Cafundó (PR, 2005, 101`)
Com Lázaro Ramos e grande elenco. A história real de João de Camargo, fazendo um retrato dos afrodescendentes e da religiosidade sincrética brasileira. Camargo se casa com uma mulher branca e passa a viver entre o quilombo local e a construção de uma
igreja onde realiza milagres, misturando a fé católica e as influências africanas.
Classificação etária: 14 anos
Dia 29, quinta, 19h

Cardápio de Leitura - venha saborear os livros do mês da Consciência Negra!

- Becos da memória / Conceição Evaristo
- Cadernos negros : melhores poemas / Vários autores
- Chico Rei / Renato Lima
- Os comedores de palavras / Edimilson de Almeida Pereira
- Cadarços desamarrados / Madu Costa

Centro Cultural Zila Spósito - CCZS
Exibição de filme
Cafundó - (14 anos – Brasil/PR, Clóvis Bueno e Paulo Betti, 2005)
Inspirado em um personagem real das senzalas do século XIX, João de Camargo é tropeiro e ex-escravo, deslumbrado com o mundo em transformação e desesperado para viver nele. Sua morte, nos anos 1940, transforma-o numa das lendas que ajudaram a forjar a alma brasileira.
Dia 21, quarta, 9h30.
Centro de Referência Audiovisual - CRAV

Amostra CRAV

Em novembro, mês da Consciência Negra, o CRAV apresenta o filme “Salve Maria”, resultado do projeto Memória da Religiosidade afro-brasileira, realizado pela instituição entre 2003 e 2006. Nesse período, foram mapeadas as festividades das Irmandades do Rosário na Capital e Região Metropolitana, constituindo um total de 70 horas em suporte vídeo digital, incorporadas ao acervo do CRAV. A realização desse projeto significou o reconhecimento de que as tradições de origem negra, sempre renovadas e reinventadas, estão presentes na história e na cultura de nossa cidade, cabendo ao poder público documentar e promover uma maior visibilidade a tais patrimônios, contribuindo para sua preservação, manutenção e vitalidade.

Salve Maria (Brasil, 2006), de Júnia Torres e Cida Reis (50 minutos)
Data: 08 de novembro
Hora: 19h
Local: Centro de Cultura de Belo Horizonte (Rua da Bahia, 1149 – Centro)

Centro Cultural Vila Fátima - CCVF
PROGRAMAÇÃO ESPECIAL - Caminhos da Ação Cultural
Um dia inteiro recheado de presentes culturais.
Oficina de penteados afros, oficina de canto, apresentação do Maracatu, exibições de curtas, apresentação do grupo “Morro em cena”.
Dia 22, quinta, 8h.

MARACATU
O Maracatu era utilizado para homenagear a coroação do rei e nas festas religiosas, que integravam os escravos à cultura europeia.
O Grupo Fonte de Vida, idosos participantes do Programa Social Sesc + Grupos, apresenta uma releitura sobre essa cultura popular com coreografia do professor Emerson Carvalhais.
Dia 22, quinta, 8h

Centro Cultural Venda Nova - CCVN
OFICINA ABAYOMI
Relembrando mitos da travessia do Atlântico por parte dos escravizados africanos com elaboração da Boneca de Pano Abayomi, elaborada com retalhos e amarras. Com Hilda Mara
Dia 27, 9h30 e 14h30

Centro Cultural Lagoa do Nado - CCLN
MÚSICA
Ensaio Aberto do Grupo Conexão Tribal African Beat.
Batidas africanas e performance de danças tribais.
Coordenação Mamour Ba
Dia: 18, domingo, 11h30, no Bosquinho

Projeto Raízes: A Educação na Roda. Tradições negras e a educação.
Encontro regionalizado com as escolas integradas das regionais Norte, Pampulha e Venda Nova, que ministram oficinas de capoeira.
09 às 12h, mesa redonda com a participação dos convidados Fabiano Camilo, Dóris dos Santos.: Apresentações artísticas de alunos participantes do projeto Escola Integrada (Teatro de Arena)
Dia, 30, sexta, 13h

Cidade

Endereço: , -
Belo Horizonte/MG
Telefone: Belo Horizonte, capital do bares e de Minas Gerais

Recomendações